Pandemia altera o consumo das comidas típicas de Natal

Como a Covid-19 impactou as festividades de 2020 e o que esperar para este fim de ano
Faça download do arquivo Entre em contato
proteinas comemorativas peru natal frango chester comida
gerente
Bruno
Machado

Senior Account Manager, Brasil

Entre em contato
As festas de final de ano são caracterizadas por pratos sazonais e reuniões com familiares e amigos. A pandemia de Covid-19, no entanto, afetou as tradições de consumo nas ceias de Natal e Ano Novo em 2020, segundo estudo da Kantar.

Ano passado apenas 7,3% dos consumidores compraram exclusivamente proteínas comemorativas, enquanto no mesmo período de 2019 esse índice foi de 22,5%. A maioria (56,2%) optou por combinar alimentos da época com opções regularmente encontradas no mercado, como frango, linguiça, bovinos e peixes/ frutos do mar.

De forma geral, as aves comemorativas foram as mais usadas no Natal (63,5% em volume), sendo escolhidas principalmente pelas classes A e B (39,9%). O pernil, por sua vez, foi a proteína mais comprada no Ano Novo (42,2%), também  me maior número pelas classes A e B (37,5% em volume).

Neste ano, a expectativa é que o cenário visto em 2020 não se repita por completo. Com a vacinação avançando no País, brasileiros já planejam comemorações com um número maior de pessoas. 

A inflação, no entanto, pode fazer com que a tendência de misturar as proteínas servidas na ceia siga ou até minar os festejos. 
 
Entre em contato